Gravata2-2

Caminho dos Pescadores (Trilha do Gravatá)

Reconhecido oficialmente por lei desde 2013 o Caminho dos Pescadores liga o Retiro da Lagoa à pequenina, mas também belíssima, Praia do Gravatá, a pérola do leste na Ilha. Seu trajeto, embora curto, revela-se pródigo de paisagens naturais percorrendo áreas de preservação permanente em meio à Mata Atlântica. Não obstante, ramais secundários do caminho ainda conduzem a mirantes naturais com visuais encantadores, embora nenhum deles com estrutura para visitação, como o da “Pedra do Urubu”, cuja vista da formosa Lagoa da Conceição e praias Mole e da Galheta deleitam os mais variados olhares.

Características

Apesar do número crescente de turistas, principalmente no verão, a “Trilha do Gravatá” ainda hoje continua sendo até no nome, com justiça, o Caminho dos Pescadores. Embora o gado ainda possa ser visto, eventualmente, pelos pastos tomados pelo mato, as roças das antigas plantações se foram, permanecendo somente a pesca como atividade tradicional de longa data na região, seja da tainha que movimenta o simpático rancho de pesca na praia de areia fina, ou dos pesqueiros no costão da Ponta do Gravatá, como o buraco do sargo e o cantinho do pampo que fazem até hoje a alegria dos homens do mar.

O leito do Caminho dos Pescadores é largo permitindo até o presente a passagem de animais de carga, como cavalos de serão (espécie de balaio confeccionado de cipós e bambus usados ao par), utilizados no transporte, inclusive de víveres, durante a época da tainha. Do ramal principal, com trechos de chão batido e pedras, alguns fortemente erodidos, e outros de areão, partem trilhas como a que conduz a um conjunto de pedras com vista privilegiada do Retiro da Lagoa logo após a subida inicial do caminho. Já ao final dele são os sulcos das oficinas líticas nas pedras da praia que chamam a atenção.

Antes dos açorianos, navegadores europeus e até dos primeiros índios a pisar na região da Ponta do Gravatá, conhecida já há alguns bons séculos pela espinhosa Dyckia encholirioides (Gaudich.) Mez, as pedras, tomadas pelo abundante gravatá, seguiam o seu próprio caminho no tempo geológico até chegarem ao presente sob formas curiosas, como de onda, cabeça de tartaruga e outras, como no próprio Caminho dos Pescadores e no cocuruto da “Cabeça do Dragão”, como também é conhecida a ponta, repletas de caneluras de dissolução, que não fossem explicadas cientificamente bem que poderiam passar por autênticas obras bruxólicas.

Especificações técnicas

Início: Retiro da Lagoa, Rodovia Jornalista Manoel de Menezes (SC 406), [referência número ou quilômetro].
Final: Praia do Gravatá.
Trajeto: Retiro da Lagoa (altitude: 37 m) até a Praia do Gravatá (altitude: 0 m) pelo Caminho dos Pescadores.
Distância total aproximada: 1,3 quilômetros.
Duração estimada: 54 minutos.
Desníveis de subida: ±68 m e de descida: ±102 m.
Condições específicas: sem acesso à água potável e grande parte do trajeto com exposição direta ao sol.

Mapa da trilha principal

Trechos adicionais da trilha

Compartilhe essa trilha com seus amigos
Share on facebook
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on twitter
Trilha das piscinas naturais
Trilhas

Trilha Das Piscinas Naturais

A trilha liga a praia da Lagoinha de Ponta das Canas à praia Brava, seguindo pelas encostas do morro do Rapa. Utilizada por pescadores e trilheiros, é repleta de elementos marinhos durante seu percurso. Destaca-se pelas vistas panorâmicas do extremo norte da ilha. Dica Floripa Hike: Fazer a trilha no sentido Brava-Lagoinha, aproveitando para descansar em um dos restaurantes locais contemplando as águas calmas da Praia da Lagoinha.

Leia mais »
caminho do rei
Trilhas

Caminho do Rei

A trilha liga a praia da Lagoinha de Ponta das Canas à praia Brava, seguindo pelas encostas do morro do Rapa. Utilizada por pescadores e trilheiros, é repleta de elementos marinhos durante seu percurso. Destaca-se pelas vistas panorâmicas do extremo norte da ilha. Dica Floripa Hike: Fazer a trilha no sentido Brava-Lagoinha, aproveitando para descansar em um dos restaurantes locais contemplando as águas calmas da Praia da Lagoinha.

Leia mais »
caminho da gurita
Trilhas

Caminho da Gurita

A trilha liga a praia da Lagoinha de Ponta das Canas à praia Brava, seguindo pelas encostas do morro do Rapa. Utilizada por pescadores e trilheiros, é repleta de elementos marinhos durante seu percurso. Destaca-se pelas vistas panorâmicas do extremo norte da ilha. Dica Floripa Hike: Fazer a trilha no sentido Brava-Lagoinha, aproveitando para descansar em um dos restaurantes locais contemplando as águas calmas da Praia da Lagoinha.

Leia mais »
Trilhas

Trilha do Morro do Rapa

A trilha liga a praia da Lagoinha de Ponta das Canas à praia Brava, seguindo pelas encostas do morro do Rapa. Utilizada por pescadores e trilheiros, é repleta de elementos marinhos durante seu percurso. Destaca-se pelas vistas panorâmicas do extremo norte da ilha. Dica Floripa Hike: Fazer a trilha no sentido Brava-Lagoinha, aproveitando para descansar em um dos restaurantes locais contemplando as águas calmas da Praia da Lagoinha.

Leia mais »
Trilhas

Trilha do Morro das Aranhas

Reconhecida, oficialmente, por lei no ano de 2018, a Trilha do Morro das Aranhas é hoje o principal acesso ao topo do antigo Morro das Flechas, de onde se vislumbra uma das vistas panorâmicas mais sensacionais de Florianópolis: um mar de água e dunas entre os morros verdejantes do norte da Ilha de Santa Catarina. Percorrendo, em parte, uma Reserva Particular do Patrimônio Natural (RPPN) a Trilha do Morro das Aranhas, apesar de curta em extensão, requer fôlego para vencer a declividade do pedregoso morro que separa duas das mais lindas praias da cidade: Santinho ao norte e Moçambique ao sul.

Leia mais »
Trilhas

Trilha do Poção

Na menor trilha de Florianópolis um dos tesouros naturais mais populares da Ilha de Santa Catarina: a Cachoeira do Poção. Situada no Parque Natural Municipal do Maciço da Costeira, ao final da pequenina Trilha do Poção, a cachoeira é conhecida pela sua encantadora piscina natural, a maior encontrada ao longo de todo o rio Córrego Grande. Concorrida nos dias de calor escaldante por sua sombra e água fresca, a Trilha do Poção também cativa pelo burburinho do pedregoso rio que acompanha quase todo o seu trajeto, com direito ao canto dos pássaros no alto do arvoredo.

Leia mais »