caminho do rei

Caminho do Rei

O Caminho do Rei cruza, praticamente, de uma ponta a outra, o extenso Morro da Cachoeira, onde antigas áreas de roças e pastos emolduram, no presente, uma via panorâmica que revela belezas ímpares da Ilha de Santa Catarina. Resultado da união de partes de diferentes caminhos que ligavam o arraial da Cachoeira do Bom Jesus ao dos Ingleses e também a pesqueiros e lavouras na praia Brava o Caminho do Rei apresenta, hoje, inúmeras facetas, bem como deslumbrantes vistas de terra e mar ao longo dos seus mais de 6 quilômetros de extensão e histórias.

Num passado não tão distante, o atual Morro da Cachoeira era acompanhado pelos morros do Maurício, ao sul, e dos Canudos ao norte. Ainda que desaparecidos dos mapas atuais, o Caminho do Rei segue por trechos de antigas veredas pela cumeada deles onde diferentes quadros de sucessão vegetal se apresentam atualmente: da capoeirinha ao capoeirão. Infelizmente, além de belas bromélias nativas de folhas longas, no caminho acham-se espécies exóticas invasoras como o pinheiro americano (Pinus spp.) e o jamboleiro (Syzygium cumini (L)), este último nativo da Índia.

caminho do rei

Características

Conhecido por outros nomes em função dos seus vários ramais secundários, o Caminho do Rei conta até com um “irmão”, ao menos de nome, na região próxima da igreja de São Francisco de Paula de Canasvieiras. Em 1877, a Lei Provincial no 838 chegou a elevar tal freguesia como sede de um novo município. Felizmente, a lei não vingou e grande parte do norte da Ilha, avistado a partir dos mirantes naturais ao longo do multifacetado Caminho do Rei, continua pertencendo à atual Florianópolis, inclusive a região em torno da enseada de Canasvieiras, tradicional reduto argentino durante o verão.

Trechos largos bem como estreitos convivem no leito do extenso Caminho do Rei. Em locais sem cobertura vegetal alta o mato, por vezes, viceja requerendo maior atenção. De ambos os lados do Morro da Cachoeira surgem belas tentações ao olhar. E Sem pressa se reconhece toda a sua majestade, ainda que rei algum tenha passado por lá. Os cafezais da Cachoeira do Bom Jesus se foram, chegaram os prédios na Praia Brava. O tempo não para, embora o Caminho do Rei convide a várias paradas para se contemplar a mata, a terra e o mar todos juntos e separados no que é Floripa hoje.

Especificações técnicas

Início: Rua Leonel Pereira próximo do no 4113.
Final: Av. Epitácio Bittencourt, próximo do no 470.
Trajeto: Sul do Morro da Cachoeira (altitude: ±59 m) até o 
extremo norte do mesmo morro (altitude: ±49 m) pelo Caminho do Rei.
Distância total aproximada: 6,3 quilômetros.
Duração estimada: 3 h 43 m.
Desnível total de subida: ±316 m e descida: ±326 m.
Condições específicas: trecho com declividade acentuada, 
passagem, eventualmente, por trechos com mato alto e sem acesso à água potável.

Compartilhe essa trilha com seus amigos
Share on facebook
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on twitter
Trilhas

Caminho da Costa da Lagoa

Percorre a orla oeste da Lagoa da Conceição até a comunidade tradicional da Costa da Lagoa. É um caminho secular que passa por sítios históricos, tais como ruínas, engenhos, sobrados e casarões, além de belíssimas paisagens. Destaque para gastronomia local. Dica Floripa Hike: Aproveite a parada na cachoeira, almoce em alguns dos restaurantes locais e volte de barquinho aproveitando um passeio completo.

Leia mais »
Trilhas

Caminho dos Pescadores (Trilha do Gravatá)

O Caminho dos Pescadores liga o Retiro da Lagoa à pequenina, mas também belíssima, Praia do Gravatá. Seu trajeto, embora curto, revela-se rico de belezas naturais. Ramais secundários do caminho ainda conduzem a outros mirantes naturais encantadores como o da “Pedra do Urubu” com 141 m de altitude, cuja vista da Lagoa da Conceição e praias Mole e Galheta divide os olhares com a prática de rapel no local.
Condições específicas: Grande parte do trajeto com exposição direta ao sol e risco de queda no vazio.

Leia mais »
Trilhas

Trilha da Boa Vista

Localizada no interior do Monumento Natural Municipal da Galheta, a trilha liga a comunidade a da Barra da Lagoa à praia da Galheta. Tradicionalmente utilizada por pescadores, tem como destaques seus mirantes naturais que permitem contemplar toda a costa leste da ilha. Dica Floripa Hike: Levar bastante água e se proteger do sol, pois a trilha é bastante aberta. Passando a praia da Galheta para a praia Mole, a dica é pedir um Açaí para se refrescar tomando um banho nas águas geladas de mar aberto.

Leia mais »
Trilhas

Caminho dos Naufragados

Num dos cenários mais deslumbrantes da Ilha de Santa Catarina um pacote histórico completo sobre Florianópolis. Decididamente não faltam atrativos ao extremo sul da Ilha, sendo o Caminho dos Naufragados o principal meio de acesso a ele. De oficinas líticas, de antes da chegada dos navegadores europeus, a ruínas de engenhos, em funcionamento até o século passado, a Praia dos Naufragados ainda é uma joia natural ladeada por 03 Unidades de Conservação (UCs): o Parque Estadual da Serra do Tabuleiro (PEST) e as Áreas de Proteção Ambiental (APAs) do Entorno Costeiro e da Baleia Franca.

Leia mais »
Trilhas

Trilha do Saquinho

A Trilha do Saquinho une a antiga comunidade do Rio das Pacas, famosa por sua cachoeira, a um dos lugarejos mais lindos e isolados de Florianópolis: a Praia do Saquinho. Calçada pelos próprios moradores, no término do século passado, a trilha segue atualmente, em grande parte, pelo Monumento Natural Municipal da Lagoa do Peri. Seu trajeto, embora curto, pela encosta do morro acima da Ponta das Pacas, permite a companhia de uma encantadora vista panorâmica até a Pedra da Vigia, onde surge aos olhos a fascinante Praia do Saquinho, encravada no pequenino Saco do Caldeirão.

Leia mais »
Trilhas

Trilha do Morro do Lampião

O Caminho do Morro do Lampião é hoje o principal meio de acesso à Pedra do Urubu, um dos mirantes naturais mais populares de Florianópolis. Sua vista panorâmica abarca uma grande extensão do leste da Ilha de Santa Catarina com a linda Ilha do Campeche ao fundo. Embora curto em extensão não faltam atrativos ao caminho na forma de mirantes naturais em várias direções, o que torna a caminhada um verdadeiro deleite visual.

Leia mais »